março 03, 2011

estive doente: uma crise forte de rinite alérgica, uma gripe que acabou por descambar em infecção pulmonar e que tive de combater com  antibiótico, expectorante e uma dose considerável de "caldos e descanso".
quando estive de cama, lembrei-me do tempo em que era criança e adoecia. doenças leves, cujos sintomas eu geralmente exagerava, ciente de que essa pequena dose de dramatismo me propiciaria  cuidados e mimos extra.depois, a expectativa das visitas de uma ou outra coleguinha que  chegariam, depois da escola, para trocarem comigo risos e segredos...
mas estes foram dias com um peso diferente: já só na minha memória uns lábios maternais medem a minha febre, beijando-me ao de leve a fronte. o leito uma prisão, a cabeça a estalar de dor, a febre a arder ou a gelar-me o corpo e, do lado de fora da janela do meu quarto, as roseiras que ainda não tinha podado, as ervas daninhas por arrancar; cá dentro, uma gaveta onde ia guardando encontros adiados e um somatório crescente de afazeres.
já recuperada, embora ainda com alguns resistentes vestígios de fragilidade física provocada pela doença, reorganizo o meu quotidiano. agora, de manhã bem cedo, quando saio para o habitual passeio com o cão lost, sou saudada por lírios e jacintos que entremeiam de branco o verde do meu  cuidado jardim. despontam, nas roseiras, os  rebentos. no alpendre, o vizinho pimpolho aceita felinamente um afago meu e continua a aguardar a chegada de algum dos gatos da casa, para brincadeiras e deambulações em conjunto.
é, pois, altura de regressar a este outro jardim e pôr-me em seguida a caminho, para as habituais visitas.

imagem: Vasily Polenov (1844-1927)

7 comentários:

Rosa dos Ventos disse...

Já estava preocupada com a ausência!
Afinal está mais que justificada...
Este Inverno tem sido difícil para muita gente no que toca a complicações decorrentes de gripes.
Ainda bem que tudo está melhorando!

Abraço

Milene disse...

Fico feliz em saber que já estás se recuperando.
No Brasil o verão já vai se despedindo e aqui no Sul, que é a região mais fria daqui, as noites já não são mais quentes e uma brisa gelada anuncia os ventos de outono que estão por vir, infelizmente trazendo consigo surtos de gripe e o desconforto já esperado dessa época.
Desejo-lhe rápidas melhoras.
Bjs

Justine disse...

A primavera que vai acordando todos os dias mais um pouco em todas as árvores e plantas vai ajudar-te na convalescença, estou certa!
E as ternuras dos teus bichos do jardim também vão ajudar:))
Melhoras rápidas!

M. disse...

Um abracinho meu.

augusto, um entre mil disse...

mais oito dias e estarás como nova.

espero bem...


os bichanos foram poupados?

Hamanndah disse...

Querida Humana

Acabe bem sua recuperação.

Bjs
Hamanndah

MagyMay disse...

Existe o pequeno jardim e os amiguinhos (e nós) para te receber com carinhos e mimos para que recuperes depressa.

Até sábado... e vamos brindar com "tinto"

Arquivo de jardinagem