setembro 30, 2012

Coisas e loisas

o tempo passa muito depressa. temos andado entretidos, cá no jardim, a aproveitar os dias de calor que agora parecem querer deixar-nos. na verdade, tenho tido assunto para escrever aqui no blog mas achei que era meu dever dar apoio à Humana, nestes últimos tempos que, para ela, têm sido de muito trabalho.
- vá, Humana, não te distraias, dedica-te agora às tuas obrigações, para depois poderes gozar o tempo livre!
e assim vão passando os dias.

quanto à restante gataria, não há novidades de maior. o llugh continua a viver na mata aqui perto e só vem a casa para comer ou para pedir mimos; a brunilde também não gosta muito de estar em casa. prefere o alpendre, onde faz companhia ao gato pimpolho.
- então, pimpolho, a Humana arranjou-te uma casinha e tu passas a vida sentado nesse vaso?
- o que é que tu queres, brunildinha? aqui sinto-me bem, a casinha fica para as noites mais frias...


almoço
brida- querem ver? a Humana anda a pôr a mesa no quintal. 
artur - isto hoje está bonito, está! não lhe bastou a barulheira com aquela máquina de lixar, agora vem impedir-nos de fazer uma sesta em cima da mesa!
lost - e depois, qual é o problema? quem não estiver satisfeito, pode arranjar outro sítio onde morar. eu gosto muito que a minha dona almoce cá fora, sento-me pertinho dela e sempre sobra um mimo para mim.
indo para a porta da cozinha, de forma a que a Humana o consiga ouvir:
sim, porque eu gosto de fazer companhia à minha dona; gosto que ela me leve ao café, de manhã, ou quando vai de fim de semana. adoro, quando ela me dá um petisquinho, ao finalizar as refeições. e estou todo contente, porque sei que é isso que vai acontecer hoje.
Humana - ora, ora, cá está o meu rafeirinho!
lost - pois, Humana, e que linda está a mesa! posso dar uma espreitadela, para ver que delícias há para o almoço? 


lost- mas que decepção! onde é que já se viu isto? mas que mistura! fruta? não, não me convides! ó dona, então não sabes que eu sou conservador? para a próxima, volta a fazer comida tipicamente portuguesa, está bem?

4 comentários:

Rosa dos Ventos disse...

Já tinha saudades destes diálogos! :-))

Abraços, ronrons e etc

Graça Sampaio disse...

Pobre lost! Que deceção! Nem um osso para roer, nem uma febrinha para te deliciares... Deixa lá, sempre vais com a Humana ao café enquanto os patetas dos gatos ficam a ronronar pelo jardim e por cima da mesa...

Olha, aproveita e diz à tua dona que as fotografias estão LINDAS!!!

Rauf! Rauf!

Milene Widholzer disse...

Olá Idun, quanta saudade, que bom ler notícias suas.
Que fotografias tão lindas.
Adorei a tática do cão Lost para petiscar ;)) Pena que o Lost não apreciou o prato da foto - para mim parece uma delícia, hummm...
Beijinhos

Justine disse...

Pois é isto, Humana, numa casa onde mandam os nossos bichos a gente passa a vida a ouvir reprimendas!
Mas eles compensam, com a companhia que nos fazem:))))
Bons piqueniques e um beijo!

Arquivo de jardinagem