março 19, 2012

conselhos da idun aos felinos panhonhas que se deixam levar pelas artimanhas dos seus Humanos


bom dia, felinos!
em primeiro lugar, aqui fica uma foto para que todos os gatos que me escreveram, preocupados com o facto de a minha infecção renal poder ter alterado o meu aspecto, vejam que, se alguma coisa mudou, foi mesmo para melhor. podem continuar a adorar-me!

mas o assunto que me leva, hoje, a deixar-vos umas palavras aqui no blog, é o seguinte: o meu filho arturzinho anda a tratar-se de uma infecção respiratória. a Humana levou-o a um posto da Sociedade Protectora dos Animais, onde foi visto e medicado pela dra. susana ferreira. a SPA tem excelentes profissionais -  é o caso da dra. susana, que parece entender a bicharada - e, pelo pagamento de uma quota anual simbólica (20€), os associados usufruem de consultas e serviços a preços módicos. o artur levou umas doses fortes de antibiótico e agora, em casa, é a Humana quem lhe dá um comprimido, de 12 em 12 horas. é vê-lo a melhorar, a ganhar energia e apetite, de dia para dia!
tenho reparado como, na hora de tomar o comprimido, ele se deixa enganar pela Humana: ela aproxima-se muito ternurenta e ele, que é muito afectivo e julga que vai ganhar umas festinhas, começa logo  a fazer ronron, todo contente. as festinhas chegam, realmente, mas trazem de brinde o comprimido, que é aplicado com aquela maldita "tesoura" e, como se não bastasse, ainda tem de beber uma seringa de água, para a Humana ter a certeza de que o antibiótico é engolido...
ora, eu continuo a achar que deve haver outros métodos mais simpáticos de nos darem medicação. e porque é que ainda não inventaram um  antibiótico sob a forma de um paté muitíssimo gostoso?

por isso é que eu vos aconselho o seguinte: se estiverem doentes, tiverem de tomar comprimidos e os vossos Humanos usarem este método horrível, estejam atentos: usem, como eu faço, o vosso instinto, para perceber quando é que eles se aproximam cheios de artimanhas; e, se eles tiverem de vencer (acontece quase sempre), não os privem de esforços e mostrem toda a vossa esperteza e agilidade ao obrigá-los  a correr, saltar, atrair-vos com paparicos, fazer figuras ridículas ao tentar enganar-vos... vencidos, sim, mas só depois de muita luta...  somos felinos, não somos verbos de encher!

4 comentários:

Rosa dos Ventos disse...

Estes conselhos podem ser alargados a todos os panhonhas, felinos ou não! :-))

Ronrons para ti abraço para a Humana

Continuo sem acesso deste Jardim a partir do Google Chrome! :-((

Justine disse...

Idun, essa pergunta já fiz eu várias vezes: por que não inventam um paté bem saboroso cheio dos antibióticos de que vocês precisam? É que o Mounty há muito que segue os teus conselhos, e eu estrago sempre um ou dois comprimidos antes de conseguir dar-lhe a medicação, de tal modo ele os sabe cuspir...
Uma festinha nessa cabeça magnífica, minha linda!

Graça Sampaio disse...

Boa Idun! Estás LINDA! Majestosa como convém a qualquer gata que se preze! Enquanto Humana de cá, agradeço os teus conselhos para me associar à SPA, só que não há cá em Leiria. É uma pena porque é bem mais barato que ir à dra. Olga que, apesar de tudo, me faz desconto porque levo lá cinco gatos... Quantos aos teus conselhos para os meus gatinhos, nem é preciso dizer-lhes nada porque, tirando o Socas que deixa que lhe façam todas essas maldades, os outros, em especial o Gorki, é cá um malandreco que nem te passa pela cabeça...

Muitos ronrons para a gataria (sem ofensa!...) e beijinhos para a Humana.

Milene disse...

Idun, que linda!! Tão fofa e maravilhosa!
Seria tão bom se os medicamentos tivessem um sabor e cheiro que vcs pudessem apreciar
... facilitaria muito à vida de sua mães humanas, rsrs.
Bjss

Arquivo de jardinagem