setembro 17, 2008

é entrar, pequenada!!!



apresentador:
peço a todos um sorriso!
(e um aplauso, já agora...)

da vossa atenção preciso
pois,antes de me ir embora,
uma história vou contar
que é mesmo de arrepiar.

não fiquem já a tremer
nem façam muito banzé!
mas saibam que este não é
um conto p’ra adormecer.

vou tentar falar em verso,
a ver se não me disperso.

vamos, então, começar!


narrador:
aparício nunca dorme.
não é um azar enorme?

coro:
o que o traz tão ocupado,
p’ra andar assim, nesse estado?

narrador:
sempre que alguém adormece,
o aparício aparece
para os sonhos bons roubar
e só deixa pesadelos
de pôr em pé os cabelos.

coro:
é mesmo de arrepiar!
mas como é que ele faz
para disso ser capaz?

aparício (com ar malvado)
com o poder da magia
eu entro por uma porta
que dá p'ró mundo dos sonhos.

como o faço?
não importa!
são estratagemas medonhos
são coisas de meter medo
que não irei descrever.
só ficareis a saber
parte deste meu segredo:

levo comigo uma cana
comprida, com uma ponta
que é uma espécie de aranha.
e ela faz-se de tonta
mas nunca, nunca se engana:
só os sonhos bons apanha!

com um íman os atrai
numa teia os emaranha
com tenazes os aperta.

e nunca mais se liberta
todo aquele que nela cai.

narrador:
sem sonhos bons p’ra sonhar
os humanos entristecem
envelhecem emagrecem
amolecem apodrecem

coro:
adoecem, endoidecem...
como irá isto acabar?

narrador:
certo dia, um menino
pôs-se a sonhar com estrelas:
umas, da cor do oiro fino,
outras, azuis, amarelas...

coro:
e o aparício, ladino,
logo quis ficar com elas.



narrador:
mas do sonho, de repente,
salta uma estrela cadente,
e atira-se ao delinquente.
ao aparício, é evidente,
não sobrou nem um só dente.

coro:
ossos partidos, mazelas,
nódoas negras nas canelas,
ficou mesmo “a ver estrelas”!!

narrador:
iremos, então, saber
o que ele tem p’ra nos dizer:

aparício:

p'ra esquecer o meu passado
tornei-me bom, delicado.
e hoje, até sou chamado
de aparício- o- civilizado.

faço versos ao luar
e alegro quem estiver triste.
belos sonhos vou levar
a quem de sonhar desiste.

narrador:
a história chegou ao fim,
espero que não a esqueçam.
é um prazer para mim
ver-vos alegres, risonhos.

vão para casa, adormeçam
e tenham muito bons sonhos.

***fim***


foi este o pequeno espectáculo que preparámos e oferecemos à pequenada cá do sítio, no final da tarde de sábado passado, depois de umas horas de aprazível convívio, à volta de mesas onde nos foram servidas as melhores iguarias. houve quem abusasse do "licor dionisíaco" (precisamente, a pessoa que se tinha comprometido a fazer as fotos do encontro e do espectáculo), o que resultou numa triste reportagem fotográfica. para terem uma ideia, aqui fica uma das melhores fotos:


o jardim estava todo enfeitado e repleto de pessoas nossas amigas, familias inteiras de felinos da vizinhança, bem como outros que vieram de longe e, até, alguns bichos dos blogs que, iludindo os seus humanos, conseguiram dar um pulinho até cá. é óbvio que não mencionarei os seus nomes, pois não quero arranjar-lhes problemas...

o meu filhote artur, com o seu papillon vermelho, esteve simplesmente fantástico, no papel de apresentador/narrador. que bela presença ele tem, tão seguro de si e com aquela voz tão límpida!
eu e a brunildinha não actuámos neste espectáculo; mas o jasmim, a mimosa e o lancelote cantaram divinamente, com as suas vozes fininhas e harmoniosas.
a Humana também deu o melhor de si, encantando-nos com momentos de grande emotividade. e o cachorro lost poderia, com o seu civismo e delicadeza, servir de exemplo para muitos seguranças de discontecas "in", que tudo julgam "resolver" recorrendo à violência.

eu e os habitantes do jardim queremos agradecer aos amigos que estiveram connosco. e espero que, um dia, nos reúnamos todos, de novo, aqui neste cantinho blogo-esférico, para mais uma festa de arromba!

16 comentários:

Anónimo disse...

Idun, vê lá se apagas aquela parte em que dizes que alguns bichos da blogosfera te foram visitar!É que, assim, eles desconfiam logo de mim. E o pior é se descobrem que, pelo caminho, ainda desencaminhei o paz d'alma do c.g. para ir comigo!
m.__ponho só iniciais, para não sermos apanhados, entendes?
P.S.Tu e a tua mana Brunilde são mesmo umas "brasas" -e bastante atrevidotas. olha que um gato não é de ferro...
marradinhasepatadinhas e miauseronrons

Justine disse...

Eu bem desconfiei da longa ausência do Mounty...:))
Idun, minha felina, parabéns pela bela família de artistas. Grande espectáculo deve ter sido.Vou perguntar ao Mounty!

Musaranho de Boticas disse...

Os gatos desse jardim e arredores são todos uma cambada de toinos.
Passei aí a tarde toda,escondido entre uns arbustos e, munido de uma palhinha extra-longa e de uma pata telescópica, comi e bebi do melhor, enquanto os basbaques assistiam ao espectáculo. Sim, senhor, valeu a pena a deslocação!

Musaranho de Boticas
(quem não souber o que é um musaranho, é favor informar-se, porque eu não tenho tempo para explicar)

lili-gata disse...

idun,
é difícil explicar o que é uma patricinha. o termo é usado no brasil para identificar garotas bonitas que gostam de usar coisas boas. não sei se expliquei direito. mas é mais ou menos pora aí. será que em portugal tem algum termo parecido?

aguardo sua inscrição e a de sua irmã brunilde no Super Lili! Vocês vão arrasar!

Rosa dos Ventos disse...

Sorri,ri e aplaudi várias vezes!
Soberbo espectáculo!

Abraço

moriana disse...

nós não conseguimos ir, a Lua está constipada e com tosse e eu só iria estragar o teatrinho...é que ando muito ansiosa por um namorado e chamo por ele a torto e a direito. Até nem posso ir dormir em cima do edredon da minha humanazinha!

mas gostei muito de ouvir tudo sobre a festa!
:)

festinhas para todos.
Flor.

lili-gata disse...

bom saber que patricinha é a mesma coisa que betinha. a língua portuguesa é muito rica e tem muitas espeficidades no brasil e em portugal. é sempre bom aprender mais sobre ela!

lili-gata disse...

idun,
he perdido tus mensages de e-mail. puedes enviarmelas de nuevo?

Anónimo disse...

Idun,

Xiiii... o que eu perdi!! E tudo porque "Ela" me pôs de castigo e não me deixou ler os teus e-mails. E o que mais me irrita é que quem pôs a lagartixa na cama de "Ela" foi a sonsa da Pequenina e eu também paguei. "Ela" dizia: Já não as posso aturar. Agora é assim. Sempre que uma faça asneira ficam as duas de castigo.
Os humanos têm cá uma maneira de ver as coisas...
Mas fico muito contente por teres tido uma festa tão animada. Para a próxima, além do e-mail manda-me também um sms. Não esqueças o número - 85 333 2.

Abraços para toda a gataria e para o lindo Lost.

OÍN

Silvia disse...

Idun, obrigada pela visita! você e Brunilde são muito lindos!
kkkk as fotos do espetáculo realmente são de emocionar! kkkk
bjocas!

legivel disse...

... um espectáculo de grande nível pelo que me é dado ler! Tu e a Brunildinha devem estar a resguardar-se para cometimentos mais altos... Quem sabe a participação num filme, não?

Festas sorrisos e muitas palmas.

Chat Gris disse...

Estou a ver que o espectáculo prometeu!!

Almor Loução © disse...

Fiquei sentado a observar,
De pé a aplaudir...
E também a rebolar,
Com tanto rir! ;)

lili-gata disse...

estou parecendo uma fada? que chique! muito obrigatinha!

Justine disse...

Deixa ficar sempre a marca da tua patita nas tuas passagens por lá, Idun. Tenho a certeza que o teu comentário de felina será perfeitamente adequado:))
Já tinha saudades.
Festinhas doces

caniche vagabundo disse...

Que espectáculo!!!!!!

Arquivo de jardinagem