junho 18, 2014

irresistível

o calor resolveu dar-nos folga, a mim e à bicharada. nestes últimos dias, os gatos já não precisam de procurar um pouco de frescura na terra húmida. deitam-se, agora, nos respectivos cestos ou nos seus recantos favoritos, passeiam pelos telhados, brincam e vigiam, do alto dos muros, a estrada e os campos.
apesar de gostar de dar um pequeno passeio diário no jardim, a brida continua a preferir estar dentro de casa. deitada no seu cesto, observa, tranquila, o arvoredo, as ervas  que ondulam ao vento, já queimadas pelo sol. 


o dia nasce com o canto dos pássaros que moram nas árvores em frente à casa.
logo que o  café que habitualmente frequentamos abre as suas portas, lá estamos, eu e o Lost, para um pequeno-almoço sem pressas. 
enquanto leio o jornal, o Lost vai cativando os restantes frequentadores da esplanada. de todos ganha qualquer coisa: um pedacinho de pão com manteiga ou fiambre, parte de uma torrada ou de um bolo seco.
não vale a pena insistir com as pessoas para que o ignorem ou não lhe dêem nada. tenho de compreender que é realmente difícil não oferecer um pequeno mimo a um bicho tão expressivo, com um olhar tão terno e alegre como o dele. não concordam comigo?



3 comentários:

Graça Sampaio disse...

Que coisinha fofa!! Uma doçura de olhar! Absolutamente irresistível... Eu também lhe daria pedacinhos de queque...

Milene disse...

Compreendo a Brida: que beleza de paisagem! Lugar perfeito para lagartear!
Quanto ao lindo Lost, não há como resistir à esse cãozinho, ele é muito fofinho e querido. Se estivesse por aí também iria lhe oferecer um petisco, rsrs.

Beijos

Justine disse...

O primo Mounty ainda não começou a perder o pelo, Brida! E também fica por casa, a observar os melros a tomarem banho na tina do pátio! Isto é que está um verão...
Lost, eu enchia-se a barriga de mimos se te visse a olhar-me com esse ar derretido :-)))))
Abracinho à Humana

Arquivo de jardinagem